Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
13
13 MAI 2013
CONCEIÇÃO NA MÍDIA
Conselho toma posse com missão de pensar o futuro de Conceição do Mato Dentro
enviar para um amigo
receba notícias

Rodrigo Andrade

A Câmara Legislativa de Conceição do Mato Dentro esteve lotada na manhã do último sábado, 11 de maio, para a posse do Conselho de Desenvolvimento Municipal. Formado por profissionais de diversas áreas, o grupo tem a missão de propor ações que possibilitem à cidade aproveitar bem os recursos da mineração e minimizar no que for possível os impactos dessa atividade econômica. A cerimônia de posse contou com a presença do deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB) e do deputado estadual Gustavo Valadares (PSD).

Em discurso, o prefeito Reinaldo César de Lima Guimarães (PMDB) comentou que Conceição do Mato Dentro vive sua terceira grande fase. A primeira foi com a extração do ouro, há três séculos; a segunda foi de escassez econômica; e, agora, um novo ciclo de mineração. “Tivemos a escassez porque o município não soube aproveitar o primeiro ciclo extrativista. As riquezas simplesmente eram levadas de Conceição e nada ficava para o município. Não podemos deixar isso acontecer novamente”, disse Reinaldinho.

O prefeito afirmou que a mineração é uma realidade que veio para ficar e que cabe aos líderes políticos e aos cidadãos conceicionenses pensar em atitudes que minimizem os impactos. Por isso, a criação do Conselho. “O Conselho terá função fundamental, pela visão macro que possui. Estamos nos cercando de pessoas capacitadas o bastante para nos dar o apoio técnico que necessitamos para saber aproveitar da melhor maneira possível os recursos da mineração”, comentou.

O conselheiro José Mascarenhas Filho, ex-diretor do Dnit, foi escolhido pelo grupo para falar em nome dos demais. Ele citou que Conceição do Mato Dentro tem passado por transformações nos últimos 10 anos e que o desenvolvimento não pode acontecer à deriva, sem planejamento. “A criação do Conselho acontece no momento certo. É essa a hora de pensar Conceição como uma cidade desenvolvida”, disse o engenheiro.

O Conselho Municipal de Desenvolvimento reúne profissionais das áreas da educação, publicidade, direito, saúde, esporte, engenharia e empresários de vários segmentos econômicos, que possuem vínculo familiar ou afetivo com Conceição do Mato Dentro. O idealizador do grupo é o desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Hebert Carneiro, que é cidadão conceicionense.

“O Conselho nasce do sentimento que é o afeto por Conceição. Ninguém vai receber um tostão sequer, mas apenas contribuir com o município. Neste momento em que a cidade passa por uma grave transformação social e econômica, é fundamental que a coloquemos no caminho do desenvolvimento sustentável”, afirmou Hebert Carneiro.

Anglo American

O presidente da Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil da Anglo American, Paulo Castellari, esteve na cerimônia de posse do Conselho e falou sobre o projeto Minas-Rio, que vai extrair minério de ferro em Conceição do Mato Dentro e levá-lo ao porto de Açu, no Rio de Janeiro, por meio do maior mineroduto do mundo. O projeto tem extensão de 525 quilômetros e passa por 32 municípios.

O executivo admitiu que a atividade causa fortes impactos sociais e citou ações que a empresa desenvolve para minimizá-los. Paulo Castellari comentou que as obras estão na fase de pico e que a situação vai melhorar quando o projeto tiver início.

A previsão é de que o projeto injete R$ 35 milhões por ano em impostos na arrecadação de Conceição do Mato Dentro. Além disso, de acordo com cálculos da empresa, mais de R$ 130 milhões devem ser negociados com fornecedores locais, o que fortalece a economia do município. A previsão é de que a atividade mineradora dure de 50 a 60 anos em Conceição.

Membros do Conselho

Carlos Antônio Rajão Queiroz: engenheiro de minas;

Carlos Custódio Rajão Neto: professor

Clemenceau Chiab Saliba: professor e consultor educacional;

Dácio Madureira de Pádua: engenheiro civil;

Diva Dorothy Safe de Andrade Carneiro: escritora e juíza do Trabalho;

Hely Costa Lages: administrador e consultor de Gestão e Organização;

Fábio Guerra Lages: sócio fundador do Grupo Orguel;

Francisco Maia Barbosa Duarte: jornalista;

José Carlos de Matos: presidente da Gasmig;

José Mascarenhas Filho: engenheiro civil e ex-diretor do DNIT;

Levi de Almeida Carneiro: publicitário;

Maria Lúcia Lazzarini: advogada e superintendente aposentada dos Serviços Notariais e de Registro de Minas Gerais;

Márcio Luiz Simões Utsch: presidente da Alpargatas do Brasil;

Milton Teixeira Carneiro: assessor do vice-governador Alberto Pinto Coelho e ex vice-diretor geral do DER-MG.

Fonte: www.defatoonline.com.br

Fonte: Assessoria de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia