Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social YouTube
Rede Social Instagram
Distritos
 30   JUL 2021
Córregos
O povoado de Nossa Senhora Aparecida de Córregos é considerado o mais antigo do município. Fundado por bandeirantes em 1702, foi núcleo ativo de mineração, tendo seus primeiros habitantes explorado com sucesso, nos cursos de água locais, tanto o ouro como o diamante, anos mais tarde. Para desviarem o rio Santo Antônio, na sua lida mineradora, usavam curioso processo de desmonte, empregando o fogo de lenha para aquecimento das rochas, que depois de bem aquecidas recebiam o impacto da água represada, abrindo-se então, com o súbito resfriamento, fundos sulcos entre as pedras. Dessa prática primitiva restam escavações a pique, que um observador chegou a comparar a canyons artificiais. A localidade se situa num vale, onde seu casario, distribuído por pequena praça e duas ruas, forma um...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Costa Sena
São Francisco de Paraúna, ou simplesmente Paraúna, era o nome inicial do distrito de Costa Sena, cujo surgimento se deu no princípio do século XVIII, e sendo a atual denominação atribuída por meio do Decreto-Lei n.º 148, de 17 de dezembro de 1938. Seus fundadores foram atraídos pela ocorrência do ouro no rio Paraúna e pequenos afluentes. No entanto, o arraial experimentou maior florescimento depois da descoberta de diamantes na redondeza, e da instalação ali de um quartel e postos de vigia para combater o contrabando. O mais antigo documento sobre a existência do povoado talvez seja um quadro de ex-voto, datado de 27 de julho de 1715, em que Luiz Antônio Gonçalves Leitão agradecia a São Vicente Ferrer o milagre de salvá-lo de um atentado de morte. Em 1899, ainda se explorava algum...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Itacolomi
Com 767 habitantes (Censo 2010/IBGE), a localidade possivelmente deve sua origem à atividade mineradora que se desenvolveu nas vizinhanças. No livro Pluto Brasiliensis, o Barão Wilhelm Ludwig von Eschwege se refere a algumas lavras de ouro, que em 1814 ainda eram exploradas no rio Parauninha, que passa junto ao povoado. Como distrito, sua criação se deu pela Lei n.º 336, de 27 de dezembro de 1948. Sua economia é baseada na agropecuária, artesanato e ecoturismo. O lazer local concentra-se no turismo e festas religiosas. Cercado de morros e algumas manchas de matas, o lugarejo conserva as características de um pequeno arraial do período colonial. A maioria das casas existentes ao longo da rua principal parece bastante antiga. São quase todas baixas, com portas e janelas de verga reta,...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Ouro Fino do Mato Dentro
O povoado de Ouro Fino está situado na parte Centro-Oeste do município e é de povoamento bastante remoto. Foi colonizado a partir do século XVIII, com a descoberta do ouro nas margens dos rios e córregos vizinhos. Com a decadência da produção do ouro em todas as minas, o processo de desenvolvimento da região ficou bastante comprometido. Somente a partir de meados do século XX foi observado um ligeiro aquecimento da sua economia, inclusive com uma grande renovação de tecido urbano, com a construção de novas casas. Tornou-se distrito em 30 de setembro de 2003, por meio da Lei Municipal nº 1.742. A população local é de 480 habitantes (Censo 2010/IBGE), tendo como atividades econômicas a agropecuária, o artesanato e o turismo ecológico e conta com o apoio da ASCOF. Como principais fontes...
LER MAIS
 30   JUL 2021
São Sebastião do Bom Sucesso
Como as demais antigas localidades do município, o arraial do Sapo, hoje denominado São Sebastião do Bom Sucesso, tem a sua história ligada aos trabalhos de exploração de ouro no período colonial. Em 1899 era ainda uma povoação diminuta, com pequena capela, cemitério e de 20 a 30 casas. Este aspecto muito pouco se mantém até os dias atuais devido à chegada da mineração, hoje a principal atividade econômica local. Em face desse novo cenário, são poucos os habitantes que ainda conservam a pecuária de leite, a agricultura de subsistência e o artesanato como fontes de renda. Com 711 habitantes (Censo 2010/IBGE), a criação do distrito se deu por meio da Lei n.º2.764, de 30 de dezembro de 1962, com território desmembrado da cidade de Conceiçãodo Mato Dentro. A comunidade local conta com o...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Santo Antônio do Cruzeiro
Com uma população de 378 moradores (Censo 2010/IBGE), a criação do distrito se deu em 21 de novembro de 2007 por meio da Lei Municipal nº 1.920. Contudo, existem várias versões quanto ao surgimento do povoado. É que a região onde se concentra a povoação está próxima à Estrada Real, onde no passado se deu o ciclo do ouro. E por estar próxima à cidade do Serro e pertencente a Conceição do Mato Dentro, duas cidades importantíssimas no passado, em virtude das minas de ouro encontradas nessas regiões, é provável que os primeiros habitantes do lugar tenham surgido no final do século XVIII. Ou seja, já no fim do ciclo do ouro, com a presença dos últimos bandeirantes que provavelmente vieram subindo rio acima do distrito de Córregos ou Tapera. Fontes: Relatos de antigos moradores da região:...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Santo Antônio do Norte
“Tapera, dependência da paróquia de Conceição, fica situada em um grande vale, limitado por colinas, recobertas umas de mata-virgem, outras de gramíneas. Ao redor da aldeia do vale não oferece senão traços do trabalho dos mineradores. Uma só rua, à extremidade da qual fica a igreja, constitui a aldeia. As casas que a compõe são em número de 70, quase todas cobertas de telhas e muito bonitas, mas várias entre elas estão abandonadas e em muito mau estado”. A descrição do antigo povoado de Tapera, hoje distrito de Santo Antônio do Norte, feita em 1817 pelo naturalista francês Saint-Hilaire, parece de nossos dias: a localidade mantém não só a beleza paisagística de seu sítio, mas como também preserva, em decorrência da estagnação econômica, as suas características do período colonial. O...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Tabuleiro do Mato Dentro
Criado por meio da Lei Municipal nº 1.741 em 30 de setembro de 2003, o distrito de Tabuleiro tem 1166 habitantes (Censo 2010/IBGE) e é um dos mais visitados de nosso município. É lá que está situada a Cachoeira do Tabuleiro, a maior de Minas Gerais e a terceira do Brasil, Poço Pari e outros. Vale registrar a Cachoeira do Tabuleiro também já foi eleito por duas vezes consecutivas pelo Guia Rodas como a mais bela do país; e uma das “7 Maravilhas da Estrada Real, com mais de 40 mil votos, em concurso realizado pelo Instituto Estrada Real, órgão ligado à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Por isso, a economia do distrito, que já foi de agricultura, hoje está baseada no turismo e seus serviços diretos e indiretos. Sobre a origem do nome, são muitas as histórias...
LER MAIS
 30   JUL 2021
Brejaúba
Brejaúba era uma pequena vila situada entre coqueiros, chamada até então de Baixada do Goiabal. Mas, devido à enorme quantidade de coqueiro brejaúba, originou-se o nome da vila. Foi fundada por Augusto Pereira de Castro, que construiu a primeira igreja, onde hoje é o cemitério. Era tão pequena que se tocava o sino do lado de fora. Augusto de Castro também foi o primeiro oficial do Registro Civil, e foi ele quem registrou o primeiro óbito datado de 14 de janeiro de 1896. O Capitão Militão Teixeira de Leão, coronel muito rico, que ali vivia, doou as terras para São José e mandou construir a atual igreja, que leva o nome do santo, com a porta e o altar-mor voltados para a sala de sua casa, de onde ele assistia às missas. O sino que existe na igreja, hoje, foi uma doação do Imperador do...
LER MAIS
Seta
Versão do Sistema: 3.1.5 - 04/10/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia