Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
22
22 ABR 2015
CULTURA
Queijo do Serro vira tese de doutorado
enviar para um amigo
receba notícias

A assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro recebeu um pedido: ajudar a divulgar uma pesquisa que vai embasar uma tese de doutorado. E o tema? O queijo do Serro. Como negar sabendo que nossa região e nosso queijo estão sendo tão cuidadosa e valorosamente tratados? É sempre um orgulho saber que nossa história, nosso povo, nosso patrimônio, enfim, nossas “coisas” são referência para outras regiões do país.

O trabalho é da professora Mirna de Lima Medeiros. Entre os objetivos da tese está verificar o perfil, motivação e conhecimento do turista com relação a indicações geográficas onde o queijo do Serro é produzido. Compõem a região os município de Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim, Materlândia, Paulistas, Rio Vermelho, Sabinópolis, Santo Antônio do Itambé, Serra Azul de Minas e Serro.

Para participar da pesquisa, basta acessar o questionário disponível neste link. É rápido e simples. Depois de preenchê-lo, contribua ajudando a divulgá-lo.

Queijo do Serro

Conhecido nacionalmente pela sua qualidade, o queijo tipo Serro foi registrado como patrimônio imaterial de Minas Gerais em 2002. Para os consumidores, o produto se destaca por ser mais úmido e por apresentar um toque de acidez no sabor, resultantes da utilização do “pingo” na sua produção. O pingo é um fermento natural recolhido do soro do queijo, capaz de aplicar no laticínio características únicas como a textura, a cor, a consistência, o sabor e o aroma. Quesitos fundamentais na padronização do produto.

Mirna de Lima Medeiros

Professora Assistente no curso de Turismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); é Pesquisadora do Centro de Estudos em Gestão e Políticas Públicas Contemporâneas (GPublic/ USP) e do Grupo de Pesquisa Ordenação Territorial e Competitividade em Turismo (UEPG). Doutoranda em Administração de Organizações da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (FEA-RP/ USP). Especialista em Gestão Pública pela Escola Técnica e de Gestão da Universidade de São Paulo. Mestre em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Administração de Organizações da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (FEA-RP/ USP). Graduada em Turismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Atuou na Território – Empresa Júnior de Turismo da UFMG e em outras empresas da área de Turismo. Realizou dois intercâmbios, um pelo Rotary para Dinamarca (2002-2003) e outro acadêmico por meio do Programa Escala Estudantil do Grupo Montevidéu no Paraguai (2007). Possui conhecimentos avançados em Inglês e Espanhol e básicos em Dinamarquês.

No dia 19 de outubro de 2014, Conceição do Mato Dentro sediou o 30º Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal – Serro

Fonte: Assessoria de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia